Pesquisar este blog

segunda-feira, 5 de julho de 2010

plástico







esse corpo centro-ártico
beira a devoção dos trópicos
é o mais equatoriano que tenho

esse soluço psicotrópico
beira a loucura somática
é o mais sufocar que aspiro

esse choro pseudo-suástico
beira ao falso melodramático
hermeticamente embalado
é o mais castiço que mereço.

3 comentários:

Celso Mendes disse...

Imagem fantástica complementado por um texto genial!

Parabéns!!!

Larissa Marques disse...

tenho uma sintonia com Sindri, é impressionante o quanto as imagens dele me afetam.
grata por comentar, Celso!

Maria Júlia Pontes disse...

Perfeita união de artistas imagem e texto maravilhosos.
parabéns pela parceria.
bjus