Pesquisar este blog

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

pássaro no chão




















poderia ser livre
nenhuma asa quebrada
preso por vontade própria
fui mais um cativo

foi só uma noite
talvez um dia


mantive-me apertado
enquanto pude
entre seus abraços
pés na terra
retinas nas nuvens

tudo tão lindo
tanto a dizer
e conjugar a liberdade:
eu livro você
e assim me liberta





performer: Fabiano Barros

2 comentários:

Analuka disse...

Perfeita e afinada conjunção entre imagem e poema!!! Apetitosa mistura, temperada com riso e sol, coração e canela,alma madura, verão... Abraços alados, caros amigos!

Rúbia disse...

Belíssimo poema e fotografia idem!!! Adorei esse verso:

"mantive-me apertado
enquanto pude
entre seus abraços."

-É Lindo!!! Perfeito.