Pesquisar este blog

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Amnésia por doses de álcool





(poesia de Wile Ortros & Larissa Marques)

todo dia é um fim
por que então recomeça?
me afasta de ti pra dizer de que me quer outra vez
e depois lança ao ar as palavras injustas
sem cuidado qualquer
e começa do fim onde o fim começou

e se eu nunca menti
não foi pra preservar
as verdades em mim
são paredes da imaginação
mas quem foi que ergueu
este grande defeito entre nós
não fui eu nem você
mas acaso de pura ilusão

vamos comemorar
o princípio e o começo
não se pode negar que viver tem um preço
que é caro pagar
pra aprender abrir mão do que se conquistou

e se deixa ficar
ao meu lado pois sabe quero
manda embora outra vez
e eu vou mas também sei que quer
por loucura ou coragem
amnésia por doses de álcool
foi você que escolheu
sussurrar ao invés de falar

vamos comemorar
o princípio e o começo
não se pode negar que viver tem um preço
que é caro pagar
pra aprender abrir mão do que se conquistou


se quiser ouvir a música:
http://soundcloud.com/wileortros/amn-sia-por-doses-de-lcool

Um comentário:

Analuka disse...

Belíssima série de imagens, menino do bosque!!! Cada vez, é um novo prazer, partilhar das belezuras capturadas pelo teu talentoso e sensível olhar. Beijinhos pintados, saudades.