Pesquisar este blog

terça-feira, 25 de outubro de 2011

bilhete e rosa





por hora não me cabe a meiguice
que me querem
a letargia e a falta de latitude
me fazem ser a barata dos sonhos
de Kafka
ou o retalho do falso santo sudário

avia-te que o sol não é esse
nem é essa via que te escapa
digo isso olhando nos meus olhos
e não acredito
não tenho moral para falar comigo

é certo que o umbigo é torto
e há uma calosidade pulando
para fora dele e poderia afirmar
que só aquele calo sou eu
sim, uma carninha de buraco
que procriou e deu nisso

mas enfim, quando for meiga
e suprir todas as necessidades alheias
espero que escolham bem as rosas
e o meu caixão.

Um comentário:

Analuka disse...

Queridíssimo Menino do Bosque, toda a série está fantástica, mui linda!!! Difícil dizer qual das imagens ficou melhor ou mais bela, e o conjunto ficou mágico!!! Parabéns! Logo virei olhar e apreciar com mais calma, tua arte merece ser saboreada devagar... Beijos encantados, floridos e alados!!!