Pesquisar este blog

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

heroínas






Dulcinéia, Pagu, Capitu
só seguem inclinadas
ao lado esquerdo da montaria
não se sabe por falta de peso
ou por desequilíbrio
à revelia

o galope alucinado
ainda ecoará
dentro daqueles sertões
entre a inércia e a luta
há quem diga que é amor
há quem diga que é doença

devastadas pelo dorso
choram e necessitam da luta
latejam em herança de sertão
fina, dura e parca fuga.

Um comentário:

Analuka disse...

Que imagem adorável e terna!... Tem um quê de doçura aveludada, que toca o coração e acalenta a alma, pois faz pensar na possibilidade de afeição humana, ao avesso de certas asperezas...